As categorias de decisão na estratégia de manufatura

A estratégia de manufatura ou de produção refere-se ao estabelecimento de premissas, diretrizes e planos de ação para utilizar, de forma adequada, os recursos da empresa, objetivando a sustentação da estratégia competitiva no longo prazo. A estratégia de manufatura pode ser entendida como parte de um processo de planejamento e formulação estratégica que alinha os objetivos operacionais com os objetivos estratégicos da companhia.

Quando se trata de desenvolver a estratégia de manufatura alguns fatores fundamentais devem ser levados em consideração. São as chamadas Categorias de Decisão.

De acordo com Paiva et al. (2004) uma indústria além de estabelecer as dimensões nas quais pretende competir, precisa orientar suas estratégias e ações buscando transformá-las em  vantagem competitiva em algumas dimensões fundamentais. Com o objetivo de facilitar o entendimento, essas decisões foram classificadas em categorias denominadas Categorias de Decisão.

As categorias de decisão estratégicas da produção são fundamentais para o desenvolvimento da competitividade das empresas em todos os setores de manufatura.

Pode-se considerar 9 (nove) categorias de decisão: capacidade, instalações, tecnologia, planejamento e controle da produção, integração vertical, relacionamento com fornecedores, pessoas, gestão da qualidade e organização ou relação interfuncional

A categoria de decisão capacidade está relacionada às decisões a respeito da capacidade das instalações, sendo determinada pela planta, pelos equipamentos e pelos recursos humanos.

A categoria instalações envolve às decisões sobre localização geográfica, tipo de processo produtivo, volume e ciclo de vida.

A categoria tecnologia considera equipamentos e processos tecnológicos envolvendo desde a opção tecnológica, equipamentos utilizados até processos de fabricação.

A categoria planejamento e controle da produção é responsável pelo no gerenciamento das atividades de produção. É por meio dessa categoria que todos os recursos operacionais serão definidos. Envolve funções de planejamento (o que será produzido e com que recursos), programação (definição de recursos e sequência entre os fluxos) e controle (monitoramento e correção de desvios).

A categoria integração vertical  aborda o processo de agregação de dois ou mais elos de uma cadeia de valor. Na manufatura de um produto, a integração vertical ocorre quando a empresa controla  operações a montante ou a jusante.

A categoria relacionamento com fornecedores está relacionada a decisão entre produzir ou adquirir de terceiros e manter uma parceria adequada com esses terceiros.

A categoria pessoas ou força de trabalho como também é conhecida atua sobre as políticas adotadas que mantenham os funcionários motivados, trabalhando em equipe e buscando atingir as metas da companhia.

O gerenciamento da categoria gestão da qualidade deve especificar como as responsabilidades serão alocadas, que ferramentas de decisão e medição serão utilizadas e quais sistemas de treinamento serão instituídos com o intuito de assegurar a qualidade de matérias primas, processos e do produto ababado.

Finalmente a categoria organização também chamada de categoria de relação interfuncional está relacionada ao suporte às decisões tomadas e sua implementação. Requer planejamento, sistemas de controle, políticas operacionais e linhas de autoridade e responsabilidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s