Estabelecendo metas desafiadoras

Conforme prometi no “Dicas de Gestão 2 – Gerenciando o desempenho por meio de indicadores”, vamos falar hoje sobre o estabelecimento de metas.

Em conversa com profissionais nas empresas uma das questões que ouço de forma recorrente se refere ao estabelecimento de metas. Empresários e executivos estão interessados em compreender como devem proceder para estabelecer metas que alavanquem o alcance dos resultados empresariais.

De início começo dizendo que uma boa meta deve ser exequível e desafiadora. Exequível no sentido de ser uma meta viável de ser atingida pelos empregados e desafiadora quanto a motivar os colaboradores a alcança-la.

Mas afinal o que é uma meta?

Pode ser dizer que meta é um resultado a ser alcançado. Metas especificam a qualidade ou quantidade dos resultados desejados e, portanto, indicam a direção na qual as decisões devem ser tomadas na empresa.

Para ficar bem caracterizada uma meta deve atender a dois requisitos fundamentais: ter um quantitativo e um prazo.

Exemplos de metas: aumentar o faturamento em 16% nos próximos 12 meses ou manter a participaçãoo de mercado neste ano no patamar de 22%.

Outra confusão que escuto com frequência é entre objetivo e meta. Objetivo e meta são conceitos diferentes. Objetivo é a descrição do que se pretende alcançar. Por exemplo “rentabilidade aumentada”, “colaboradores desenvolvidos”. Meta é uma definição quantitativa, e com um prazo determinado. Em outras palavras meta é a quantificação do objetivo.

O estabelecimento de metas em uma empresa é importantes por diversos motivos entre eles:

  • as metas orientam decisões e esforços individuais e de equipes;
  • as metas auxiliam no processo de planejamento, ou seja, depois de diagnosticados os desafios, os gestores estabelecem metas para indicar a intensidade do esforço esperado da equipe;
  • as metas, se estabelecidas de maneira adequada, motivam as pessoas e estimulam melhores desempenhos. Metas claras e específicas aumentam a produtividade e, geralmente, melhoram a qualidade do trabalho realizado.
  • as metas ajudam na gestão e avaliação da performance.

Mesmo com tantas vantagens é natural que se encontre alguma resistência quando se trata de estabelecer metas numa empresa em que a cultura de gerenciar o desempenho não está plenamente consolidada. Isso se deve a diversos fatores, entre eles: a importância do estabelecimento de metas não é compreendida, as pessoas não sabem como estabelecer metas, medo de se expor e medo de falhar.

Por isso é fundamental, para quem vai começar a fazer gestão do desempenho por meio de um painel de indicadores, não economizar na sensibilização de forma que os colaboradores possam compreender a gestão do desempenho como uma prática de gestão que visa melhorar os resultados da empresa tornando-a competitiva e, portanto, sustentável.

É fundamental que as pessoas compreendam o estabelecimento de metas como um aliado.

Pronto já tenho o tema para um próximo DG. Como estruturar um Painel de Indicadores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s