Arquétipos de desenhos organizacionais mais flexíveis para as empresas do futuro

No passado quando alguém queria se referir a uma empresa que funcionava bem era comum compará-la a uma máquina. Predominava o pensamento mecanicista. Esperava-se que as organizações operassem de forma rotinizada, eficiente, confiável e previsível.

Esse arquétipo era adequado na chamada “era da continuidade” onde o futuro era visto como um prolongamento do passado.

A reflexão de Peter Drucker sobre a Era da Descontinuidade onde “o imprevisível é o pão de cada dia, para os homens, para as organizações e para a humanidade como sistema” indica a necessidade de outro modelo de organização capaz de atender as necessidades humanas.

Mas afinal, que tipo de organização será essa?

Acredita-se que as organizações bem-sucedidas no futuro serão as que institucionalizarem sua capacidade de adaptação permanente e desenvolverem um ambiente propício para a contínua transformação. Elas serão organizações flexíveis, que estarão sempre desenvolvendo novas estratégias, novas capacidades e adaptando-se às novas realidades do ambiente e do mercado.

As organizações flexíveis farão da flexibilidade sua mais importante vantagem competitiva.

Nesse contexto os dois elementos-chave que transformam o processo de formulação da estratégia organizacional tradicional em um desenho organizacional flexível são: arquétipos (modelos) e congruência (coerência).

Os arquétipos representam arquiteturas organizacionais que cumprem diferentes finalidades estratégicas. Os arquétipos extremos são o “muito centralizado” e o “muito autônomo”. No que se refere à congruência, é a integração entre os componentes organizacionais e sua coerência com o desenho organizacional escolhido.

A base para esse arquétipo mais flexível pode ser encontrada nos estudos desenvolvidos por Morgan na década de 80.

No livro Images of organization publicado em 1986 (Imagens da organização, Atlas, 1996) Gareth Morgan apresenta um conjunto de metáforas para explicar o funcionamento das organizações.

A metáfora de Morgan que melhor projeta o arquétipo das empresas do futuro é a metáfora do cérebro.

A metáfora de organizações como cérebro mostra que é possível divulgar e realizar competências semelhantes ao cérebro no aspecto geral da organização, contemplando inclusive teorias e trabalhos livres e flexíveis no processamento de informações.

Na organização como cérebro procura-se perceber a organização como capaz de processar informação, ser inteligente e aprender. O conceito fundamental é a inteligência organizacional que propicia a auto-organização para lidar com aspectos de transformação.

Nesse tipo de organização há uma distribuição mais homogênea da inteligência e do conhecimento. É o modelo de estrutura em que todos os níveis hierárquicos têm o mesmo nível de conhecimento, poder de tomada de decisão e capacidade de contribuir para os resultados, apesar de ocuparem posições distintas.

As organizações do futuro deverão ter uma arquitetura que assegure a elas a neuroplasticidade e a resiliência do cérebro humano.

Neuroplasticidade que permite ao cérebro humano continuar aprendendo ao longo de toda a vida, que ele se modifique a medida em que ocorre o aprendizado, capacidade de se reorganiza e desenvolver novos caminhos neurais o que permite que se adapte a situações muito distintas.  Resiliência para enfrentar e superar situações desafiadoras.

Na organização como cérebro as diferentes unidades organizacionais terão neuroplasticidade e resiliência para que possam: aprender continuamente, se modificar a medida em que aprendem, se reorganizar, desenvolver novos caminhos, enfrentar e superar desafios a partir de diferentes graus de liberdade e, discernimento, para que consigam identificar o modo mais conveniente de integração.

Além das características anteriormente mencionadas as empresas do futuro serão também mais orgânicas, horizontais, flexíveis, inovadoras, adaptáveis, globalmente integradas, éticas, enxutas, ágeis, socialmente e ambientalmente responsáveis e terão elevada capacidade de aprender.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s