Desenvolvendo a gestão estratégica na empresa

Conforme prometi na semana passada vamos voltar ao tema da Gestão Estratégica desta feita detalhando um pouco mais o processo e, portanto, a dinâmica da gestão estratégica.

O processo de gestão estratégica, como visto anteriormente, visa manter a empresa em equilíbrio dinâmico com o seu ambiente. Isto significa dizer que a organização deve monitorar e se possível antecipar as mudanças ambientais para se adaptar rapidamente as  transformações. Neste sentido a gestão estratégica pode ser entendida a partir de um conjunto de etapas inter-relacionadas e interdependentes, que contemplam:

  • Análise do ambiente externo
  • Análise do ambiente interno
  • Desenvolvimento da estratégia corporativa
  • Desdobramento da estratégia de cada negócio
  • Elaboração das estratégias funcionais
  • Dinâmica, monitoramento e controle estratégico

A análise do ambiente externo tem por finalidade analisar e compreender a relação entre a empresa e seu entorno. Permite a empresa identificar ameaças, oportunidades e questões estratégicas relevantes que podem impactar os seus fatores críticos de êxito.

Já a análise interna objetiva identificar as deficiências/lacunas da empresa bem como os seus pontos fortes por meio de uma análise comparativa com as demais empresas do seu segmento de atuação, sejam elas concorrentes diretas ou não.

O desenvolvimento da estratégia corporativa envolve a definição de objetivos estratégicos para a organização que deverão ser perseguidos pela empresa ao longo do ano. No DG 12, publicado em setembro do ano passado, tratamos da definição de objetivos estratégicos.  A estratégia corporativa contempla quais produtos e tecnologias a empresa irá desenvolver, em que mercados e para quem os produtos serão comercializados e como a empresa conquistará vantagem competitiva sobre os concorrentes.

Desenvolvida a estratégia corporativa o próximo passo e desdobrá-la em uma estratégia para cada um dos negócios nos quais a empresa atue.

A estratégia no nível do negócio contempla um conjunto de compromissos e ações cuja finalidade é gerar valor para o cliente da unidade de negócio por intermédio da exploração das competências essenciais em mercados de produtos e/ou serviços específicos.

Caso a empresa atue em um único negócio estratégia corporativa e estratégia do negócio podem ser integradas numa só que costumo chamar de estratégia empresarial.

As estratégias funcionais são compostas pelo conjunto de planos de ação adotados em diversas funções/áreas para a obtenção dos resultados esperados pela empresa, para o desenvolvimento de competências únicas ou, ainda, para minimizar as competências dos competidores. As estratégias funcionais mais frequentes são a estratégia comercial, financeira, de recursos humanos, de tecnologia, de distribuição, de produção e de marketing.

Considerando que ao longo do tempo mudanças ambientais provocam impactos na estratégia que está sendo implementada é fundamental a empresa monitorar o desempenho da estratégia por meio de indicadores para eventuais ajustes e correções de rumo.

Os modelos e metodologias em administração estratégica, citados na literatura administração, se apresentam e se estruturam, sobretudo, orientados para atuação de empresas privadas, apresentando um grande número de cases de sucesso.

Na próxima semana vamos abordar o tema Gestão dos Riscos Empresariais sobretudo o risco de imagem.

O tema ganhou relevância depois dos recentes episódios envolvendo diversas marcas famosas do segmento de proteína animal.

Nos vemos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s