Nem toda decisão é estratégica

Diariamente numa organização são tomadas diversas decisões. Todavia nem todas elas podem ser consideradas decisões estratégicas.

Uma decisão pode ser considerada como sendo estratégica quando tem repercussão nos destinos da empresa, no futuro da organização.

Decisões estratégicas são as decisões que se referem ao ambiente em que a empresa atua, a todos os recursos e as pessoas que integram a empresa.

Geralmente as decisões estratégicas envolvem um elevado grau de incerteza e risco. Uma decisão estratégica implica em fazer escolhas estratégicas que envolvem a estratégia futura e as opções para aprimoramento da estratégia em termos de direção e método.

Executivos e gestores tomam decisões estratégicas quando planejam o futuro da organização. Ou seja, quando definem objetivos de longo prazo, respondem as forças do ambiente em particular do mercado ou quando consideram o negócio da empresa ou papel da organização, buscam cumprir a missão da empresa para que a visão estratégica, também chamada  visão de futuro, se concretize respeitando, é claro, os valores corporativos.

Detalhando um pouco mais pode-se dizer que decisões são estratégicas quando:

– são decisões de longo prazo;

– consideram o planejamento futuro;

– são tomadas de acordo com a missão e a visão organizacional;

– estão relacionadas ao planejamento geral;

– tratam do crescimento organizacional.

Portanto, são decisões complexas, que contemplam situações de incerteza, que afetam as decisões administrativas e operacionais, que demandam uma abordagem integrada empresa/ambiente e que envolvem mudanças fundamentais nos destinos da empresa.

Pelo que foi dito fica claro que as decisões estratégicas são diferentes das decisões administrativas e operacionais. Uma decisão administrativa é uma decisão da rotina da empresa, do dia a dia, que apoia as decisões estratégicas ou operacionais. Já a decisão operacional é considerada aquela decisão de caráter mais técnico que ajuda na execução das decisões estratégicas.

Ficou claro?

Vamos ver um exemplo.

Reduzir custos é uma decisão estratégica para qualquer organização que para ser implementada precisa de uma decisão operacional de, por exemplo, reduzir o número de empregados. Por sua vez a decisão operacional de reduzir do número de empregados levará a uma decisão administrativa que tratará da forma como essa decisão será implementada se via um simples corte de pessoal ou por intermédio de um programa de demissão voluntária.

Claro que existem outras formas de reduzir custos. Eliminar desperdícios de matéria prima, redesenhar operações ineficientes são, via de regra, alternativas mais inteligentes para se alcançar uma redução de custos.

Quais as decisões estratégicas que você tomou nos últimos meses?

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s