Avaliando a posição competitiva em função da maturidade do setor

Uma análise aprofundada da posição competitiva em um negócio não pode prescindir de um estudo da maturidade do setor.

Para auxiliar nessa tarefa Arthur D. Little desenvolveu uma ferramenta chamada de Matriz de Condição Estratégica. A finalidade da Matriz é analisar a posição competitiva a partir do grau de maturidade de um setor. Portanto essa ferramenta deve ser utilizada quando os setores onde a empresa atua estiverem em diferentes fases do ciclo de vida: introdução, crescimento, maturidade e declínio ou embrionária, em crescimento, madura e em processo de envelhecimento.

Para realizar a análise desenha-se uma matriz com eixos x e y. No eixo x plota-se a posição competitiva. Já no eixo y plota-se a maturidade do setor. O eixo x, posição competitiva, é o mesmo da Matriz de Atratividade/Posicionamento.

No eixo y a maturidade do setor é classificada em 4 (quatro) estágios:

  • Introdução – o crescimento do mercado é rápido, baixa concorrência, tecnologia inovadora, investimento e preços elevados.
  • Crescimento – crescimento acelerado e poucos concorrentes.
  • Maturidade – crescimento desacelera, participação de mercado se estabiliza em função da presença de muitos concorrentes.
  • Declínio – taxa de crescimento do mercado declina, participação de mercado volátil e concorrentes consolidando-se ou saindo.

Identificada a maturidade do setor o próximo passo é inserir cada um na Matriz de Condição Estratégica e a partir daí realizar as análises:

  • Se estiver bem posicionado em um segmento na fase de introdução ou de crescimento a recomendação é investir.
  • Se estiver mal colocado em um segmento na fase de introdução ou em crescimento a recomendação é realize investimentos significativos para alcançar a paridade competitiva ou abandone o segmento.
  • Se estiver bem posicionado em um segmento na fase de maturidade ou em declínio, realize reinvestimentos seletivos para assegurar a posição e colha.
  • Se estiver mal posicionado em um segmento na fase de maturidade ou declínio, abandone-o, desinvestindo ou encerrando a atividade.A Figura 1 ilustra a análise:
    • Colher em A.
    • Estabelecer maior diferenciação em C.
    • Preparar para abandonar em B.
    • Realizar investimento em D.
    • Entrar em E acentuando a diferenciação.

    Tranquilo?

    Ficou claro?

    Até a próxima semana com mais um DICAS DE GESTÃO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s