Desafios da geração Millennials na era da Indústria 4.0 – Parte 2

Agora que você já sabe um pouco mais sobre Indústria 4.0 e o perfil de profissional desejado pelas empresas na era da manufatura avançada estamos diante do seguinte questionamento: e como ficam neste contexto os Millennials?

Também conhecidos como Geração Y, os Millennials representam uma faixa demográfica da população mundial. Em que pese alguma controvérsia entre os especialistas estima-se que essa geração representa os nascidos entre a década de 80 e o início do século XXI.

Segundo a Deloitte Global, os nascidos após 1982 compõem a geração Millennials. Esses jovens são os representantes de um grupo que está, aos poucos, provocando uma revolução silenciosa. Trata-se, em essência, de um grupo que compartilha fundamentalmente as mesmas características, mas que procura ser diferente. Sem as principais demandas das gerações anteriores, mas com a mesma ânsia por transformações eles sabem que muitas das normas do passado já não funcionam mais e, por outro lado, as novas estão sendo desenvolvidas por eles. De acordo com Anderson Sant’Anna “tudo é possível para esses jovens”, diz, o professor de comportamento humano da Fundação Dom Cabral. “Eles querem dar sentido à vida, e rápido, enquanto fazem outras dez coisas ao mesmo tempo.”

Nascidos imersos em tecnologia, babás eletrônicas, banda larga, smartphones, games em 3D, realidade aumentada, redes sociais, os Millennials, têm a como principal vantagem o fato de terem nascido em um mundo onde a informação é veloz. A palavra chave da nova ordem é compartilhamento. O home office ou o coworking. A inovação nos processos torna obsoletos alguns modelos antes de alcançarem a maturidade.

As organizações presenciam a entrada da geração Millennials no mercado de trabalho e diante de um comportamento totalmente novo, é natural que tenham que se moldar também empreendendo mudanças significativas na estrutura empresarial e nos modelos de negócio.

Considerando que os Millennials são as futuras lideranças da sociedade, tanto no governo quanto nas corporações, pode-se imaginar que o entendimento de suas peculiaridades é necessário e urgente. Para que seja possível aproveitar integralmente o potencial destes jovens, é preciso estar atento ao perfil comportamental que os identifica e às expectativas que possuem.

Segundo especialistas dentre as principais características da geração Millennials, destacam-se a valorização do que é personalizado, a conectividade constante, a busca incessante por um propósito e a priorização de tudo o que envolve participação.

As empresas de hoje e do futuro deverão focar-se nas pessoas e no propósito do seu negócio e não apenas nos produtos e no lucro, segundo a quarta edição do estudo Millennials Survey publicado anualmente pela Deloitte. Estas e outras evidências sugerem que as empresas, especialmente as dos mercados desenvolvidos, terão que realizar profundas mudanças para atrair e reter os talentos do futuro.

“A mensagem é clara: quando pensam nos seus objetivos de carreira, os Millennials mostram-se hoje tão interessados em saber como as empresas desenvolvem seus colaboradores e contribuem para a sociedade, como nos seus produtos e lucros,” afirma Barry Salzberg, CEO da Deloitte Global. “Estes resultados devem ser vistos como um sinal para a comunidade empresarial, particularmente dos mercados desenvolvidos, de que é necessário alterar a forma como se relaciona com os talentos da geração Millennials ou corre o risco de ficar para trás.”

A geração Millennials é seduzida pela customização, pois estima a individualidade e se posiciona como sendo capaz de realizar feitos únicos. O fato de estar sempre conectada, por sua vez, influencia a velocidade com que demonstra interesse e com que se desinteressa por determinado acontecimento.

A Figura 1 procura resumir e estabelecer uma analogia entre o perfil dos Millennials e o que as empresas esperam dos colaboradores na era da Indústria 4.0.

Outra característica importante é que essa Geração é motivada por propósitos que norteiem sua vida e o que fazem e, desta maneira, está sempre preparada para manifestar sua opinião em qualquer tema o que demandará processos de gestão mais participativos, nos quais suas vozes sejam ouvidas e consideradas nas decisões.

Diante de particularidades tão significativas e frente à entrada dos Millennials no mercado de trabalho, o setor de gestão de pessoas precisa identificar e compreender as expectativas dessa geração e desenvolver estratégias para que a empresa as contemple, sendo, portanto, capaz de reter os mais talentosos.

Para conquistar espaço nas empresas do futuro a geração Millennials deverá desenvolver novas habilidades. Será preciso ter habilidade para utilizar exoesqueletos e trabalhar lado a lado com robôs colaborativos para aumentar a produtividade. Isso gera espaço para que exerçam funções mais complexas e criativas. O profissional não será responsável apenas por exercer uma parte específica da operação, mas por todo o processo produtivo. Será necessário estar aberto a mudanças, ter flexibilidade para se adaptar às novas funções e se habituar a uma aprendizagem multidisciplinar contínua. “É muito importante ter uma visão ampla. E é nesse ponto que os profissionais já estão em falta”, afirma Gabriel Almeida, gerente de engenharia e logística da empresa de recrutamento Talenses.

Ter uma visão multidisciplinar não significa que o conhecimento técnico perdeu importância. Uma formação acadêmica sólida continuará sendo relevante, mas não suficiente. “As competências aprendidas em uma graduação valem por cada vez menos tempo. Técnica você aprende, mas atitude é algo intrínseco”, diz Ivar Berntz, sócio líder do setor automotivo da consultoria Deloitte. Gabriel Almeida, da Talenses, concorda: “É preciso se especializar em diversas frentes e conhecer um pouco de cada coisa. Tem que gostar de tecnologia, de inovação e, principalmente, ter curiosidade para aprender e acompanhar uma indústria que sempre se reinventa”.

Pode-se perceber pelos relatos que os Millennials serão profundamente desafiados pela Indústria 4.0.

Estarão eles sendo preparados adequadamente para lidar com estes desafios?

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s