Elaborando um Fato-Causa-Ação

Uma das ferramentas mais úteis no dia a dia para a análise e solução de problemas é o chamado FCA.

A partir da identificação de um problema (fato), o FCA nos orienta para uma análise que contempla ao menos cinco por quês, ou seja, cinco questionamentos que, ao serem respondidos nos auxiliam a descobrir a causa central do problema, numa sequência lógica para que possamos posteriormente identificar alternativas de ação.

Por mais que a organização planeje, algo pode sair diferente do esperado. E isso vale para tudo, sobretudo quando estamos tratando das operações do dia a dia de uma empresa.

O FCA é uma metodologia simples que pode ser utilizada nas mais diversas áreas da empresa seja comercial, vendas, marketing, produção, operações, gestão de pessoas, financeira, controladoria e é útil no momento de buscar soluções para qualquer tipo de problema. A metodologia consiste em identificar o fato, ou problema em questão, sua causa e definição e priorização de ações para resolver o problema. Daí a sigla FCA.

A grande vantagem da metodologia é que ela possibilita que se chegue à causa raiz de qualquer problema e que, portanto, se formule soluções que realmente possam resolver a questão. Além disso, a metodologia FCA te auxilia a gerar conhecimento aprofundado sobre os diversos processos envolvidos no negócio.

O fato é o relato da anormalidade detectada. Por exemplo, a participação de mercado de um novo produto lançado pela empresa está bem abaixo das estimativas. Precisamos identificar a causa primária (causa raiz) desse baixo desempenho.

Poderíamos, portanto elaborar as seguintes indagações:

  • Por que a participação de mercado do produto XYZ está abaixo da expectativa?
  • Por que a filial Rio de Janeiro não alcançou a meta?
  • Por que a regional Sudeste não conseguiu atingir a meta do produto XYZ?
  • Por que não houve estoque suficiente do produto na filial?
  • Por que não foi solicitado ressuprimento?
  • Por que ninguém percebeu que o ressuprimento não foi acionado?

Está, portanto, identificada a causa raiz de as vendas e a participação de mercado terem ficado abaixo da expectativa do fabricante: o pedido de ressuprimento para de reposição de estoque precisa funcionar independentemente da presença de um responsável para acioná-lo.

Portanto, já temos o fato e a sua causa raiz.

De acordo com a metodologia FCA, passamos agora para a identificar alternativas de ação que seja fundamentais para mitigar o problema (fato).

A ação precisa ser analisada de acordo com dois aspectos principais:

– se é uma ação(ões) que eliminará(ão) de vez a causa da anormalidade ou se;

– apenas corrigirá o efeito imediato.

Definida a ação ou ações a adequadas, é hora de priorizar as mesmas estabelecendo quem se responsabilizará pelo cumprimento de cada uma delas. A reversão do indicador de desempenho “participação de mercado” ou do indicador “volume de vendas da regional” podem sinalizar um início de reversão do problema. Isso pode ocorrer em poucas semanas o levar mais algum tempo. Alguns indicadores apresentam um “efeito delay”, ou seja, tomadas as ações corretivas o resultado leva um tempo para aparecer. No próximo DG abordaremos o tema “efeito delay no acompanhamento de indicadores de desempenho empresarial”. Aguarde!

Existem ainda mais dois passos para a conclusão da aplicação da FCA: a  data prevista para a conclusão de cada ação; e a  data real em que cada ação se concretizou.

Portanto, a aplicação da metodologia FCA é útil no estabelecimento de procedimentos que nos levem à identificação mais rápida das causas imediatas de um problema, cuja análise vai nos levar a causa raiz.

Essa aplicação do FCA propicia que se aja de imediato sobre o efeito ou sintoma do problema e, depois, sobre a causa raiz do problema.

Temos que ter sempre em mente que, inicialmente, encontramos apenas uma solução provisória. Será preciso agir sobre a causa raiz do problema para evitar que ele se repita.

Um aspecto importante da metodologia FCA é que ela, como dissemos, propicia geração e acumulo de conhecimento, possibilitando a solução do problema caso ele venha a se repetir no futuro em qualquer filial da empresa.

Pronto para elaborar FCAs?

Sucesso!

3 comentários sobre “Elaborando um Fato-Causa-Ação

    • Boa noite Alice e Professor Annibal.
      Peço licença para alguns comentários, com intenção de contribuir com a discussão.
      Estudo gestão da qualidade há quase 30 anos. Já fiz dois cursos no Japão e escrevi mais de 100 artigos sobre vários aspectos relacionados a problem solving. Tenho ouvido falar recentemente sobre FCA e também não encontrei nada fundamentado a respeito.
      Do ponto de vista epistemológico, o FCA parece ser um método, algo que está entre um modelo e uma técnica. De qualquer forma, é um procedimento simplificado, mais simples e menos elaborado que o PDCA, que tem 4 etapas, enquanto que o FCA trem 3 apenas. Ele não prevê a etapa de Verificar e nem o Agir (corrigir) do PDCA. Em compensação, atribui uma importância significativa – e uma etapa – à identificação do problema. Isso talvez não seja por acaso, já que o inventor Charles Kattering já dizia que um problema bem identificado é um problema meio resolvido. A disseminação dessas metodologias simplificadas vem na esteira do advento das metodologias ágeis, que na verdade são releituras e desconstruções das metodologias da qualidade total e da manufatura enxuta, sob um olhar atual.
      Tendências são por vezes fortes e precisam ser seguidas para que são se perca o bonde da história. Mas, para quem tem um conhecimento mais profundo dessas novas tendências, não deixa de ser preocupante a constante minimalização, recorrendo sempre ao básico, embora essencial.
      Enfim, cada metodologia é uma resposta ao tempo em que foi criada. E nada é por acaso. Então, acredito assim que iremos ouvir muito falar de FCA pois, tais como algumas outras, tem uma cara nova, reflete o desejo e o perfil da comunidade, e oferece algum potencial de sucesso. Mesmo que careça de uma estrutura mais completa ou consistente.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s