Empresas exponenciais: desenvolvendo modelos de negócios disruptivos

No artigo da semana passada Empresas exponenciais: melhores, mais rápidas e mais baratas procuramos apresentar o conceito de empresa exponencial citando alguns exemplos.

Essa semana, como prometido, voltamos ao tema com o intuito de abordar as principais características de uma empresa exponencial. Para isso vamos estabelecer uma analogia entre as empresas exponenciais e as empresas que chamamos aqui de empresas tradicionais, considerando um conjunto de aspectos.

Como dissemos anteriormente as chamadas empresas exponenciais vêm transformando o mercado atual e lançando uma luz sobre temáticas antes não tão debatidas, como a modernização de processos, gerenciamento de equipes heterogêneas e utilização inteligente da tecnologia.

Mais afinal o que difere uma empresa exponencial orgânica de uma empresa tradicional linear e mecanicista?

A Figura 1 ilustra as principais diferenças entre uma empresa tradicional e uma empresa exponencial.

Nas empresas tradicionais, lineares, estrutura é hierárquica, matricial e gerenciada de forma top-down, de cima para baixo, direcionada por resultados financeiros de curto prazo, planejamento estratégico desenvolvido a partir da extrapolação linear do passado. As empresas lineares são também avessas a riscos, inflexíveis nos processos e nas mudanças organizacionais, têm um grande número de colaboradores, controla seus ativos e investe  em manter o status quo combatendo a disrupção, vista como ameaça. Não entendem e nem adotam inovações de ruptura em seus modelos de negócios. O exemplo da indústria de telefonia também é emblemático: tentam resistir ao Skype e ao Whatsapp.

Pode-se perceber que ao contrário da empresa tradicional a empresa exponencial está alicerçada em valores como autonomia, inovação, experimentação, tolerância ao risco, e num conceito importante que é o de Propósito Transformador Massivo, PTM ou MTO – Massive Transformative Purpose.

Mas o que vem a ser o PTM ou MTO?

O propósito maior e ambicioso da empresa.

O Propósito Transformador Massivo é o componente das empresas exponenciais que ajudam-nas a se desenvolver e garantir um futuro promissor.

O PTM é uma declaração de propósitos não uma declaração de missão. Uma proposta de transformação cultural que move o foco da equipe interna para o impacto externo. A maioria das grandes empresas contemporâneas está focada internamente e, muitas vezes, perde o contato com seu mercado e seus clientes.

Os atributos internos e externos do Propósito Transformador Massivo podem ser observados na Figura 2.

Os cinco atributos internos (lado esquerdo do cérebro) interfaces; dashboards, painel de indicadores; experimentação; autonomia e sociais fazem parte da dimensão IDEIAS. Já os cinco atributos externos (lado direito do cérebro); staff sob demanda; comunidade e multidão; algoritmos; ativos alavancados e engajamento fazem parte da dimensão ESCALA.

A sua empresa tem um propósito maior e mais ambicioso ou apenas uma declaração de missão?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s