Marketing 3.0: a era do marketing baseado na colaboração

Uma nova abordagem de marketing vem ganhando força nos últimos anos. O novo conceito está surgindo aos poucos: as ações de mercado que consideram o Marketing 3.0.

O conceito se disseminou após o lançamento do livro Marketing 3.0 – As Forças que Estão Definindo o Novo Marketing Centrado no Ser Humano, de Philip Kotler, Hermawan Kartajaya e Iwan Setiawan, lançado no Brasil pela Editora Campos-Elsevier.

A ideia do Marketing 3.0 foi concebida inicialmente na Ásia em 2005 por consultores da MarkPlus uma empresa que presta serviços de marketing no Sudeste Asiático.

Mas, do que se trata exatamente, um novo conceito que afirma ser “centrado no ser humano”? o Marketing não tem, desde a sua origem o cliente como target ? Não é afinal de contas do ser humano que o marketing tem que atender desejos e necessidades?

O Marketing 1.0 é o marketing centrado no produto, o marketing 2.0 é o marketing centrado na tecnologia da informação. O marketing 3.0 é o marketing voltado para valores.

Portanto é uma síntese dos posteriores. Busca conquistar o consumidor pelas necessidades, mas também contemplando seus anseios – coração, mente e espírito. Aposta em uma relação de muitos consumidores para muitos provedores, ou seja, em uma ação de colaboração pautada por valores de respeito e humanidade.

O Marketing 3.0 é baseado em três pilares: colaboração, cultura e espiritualidade. A colaboração aborda novas formas de geração de conteúdo e relacionamento das empresas com os clientes, entre elas as redes sociais; a cultura, procura promover a interligação entre os consumidores e empresas; a espiritualidade (ou criação de caráter) entende os consumidores como seres humanos plenos, ou seja, como pessoas que possuem   sonhos, vontades, necessidades, desejos mas também razão.

Está fundamentado na identidade, integridade e imagem da marca

A Figura 1 ilustra os 3 Is da marca.

A Identidade da marca está relacionada com o seu posicionamento na mente dos consumidores. Para que sua marca seja percebida em um mercado inundado de informação, precisa ter um posicionamento singular. Precisa ser relevante para as necessidades e os desejos racionais dos consumidores.

A Integridade da marca diz respeito a concretização do que se alegou sobre o posicionamento e a diferenciação da marca.

Já a imagem da marca está relacionada com a conquista das emoções dos consumidores.

Numa era em que parece prevalecer o individualismo, o egoísmo e a ganância “só quem pode salvar um ser humano é outro ser humano” como diz a campanha da entidade humanitária Médicos Sem Fronteiras.

E o marketing tem um papel fundamental na criação dessa consciência da importância dos valores, da cooperação, da colaboração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s