Comportamento estratégico: adaptando a empresa ao ambiente

Essa semana estamos publicando o DICAS DE GESTÃO de número 150.

Parece que foi ontem que iniciamos a página e as publicações semanais. O tempo passou rápido!

Hoje vamos tratar de mais um tema ligado a estratégia empresarial, em particular ao comportamento estratégico de executivos a partir do estudo realizado por Miles e Snow  e publicado em julho de 1978 no Academy of Management Review no artigo Organizational Strategy, Structure and Process juntamente com Meyer e Coleman Jr.

O artigo identifica quatro tipos de comportamentos estratégicos de empresas e executivos em função da maneira como analisam, percebem e se adaptam ao ambiente.

As diferentes tipologias de comportamento estratégico frente ao ambiente podem ser observadas na Figura 1.

Os Defensores aprovam e mantém um ambiente para o qual uma forma estável de organização é necessária. São executivos altamente especializados em uma área específica de operações, todavia não buscam novas oportunidades que extrapolem seus domínios. Como consequência do foco restrito, raramente essas empresas necessitam promover ajustes significativos na sua arquitetura organizacional, operações e tecnologia.

Os Prospectores respondem aos seus ambientes de uma maneira que é praticamente  o oposto dos Defensores. Em outras palavras os Prospectores buscam oportunidades de mercado de forma contínua. Geram mudanças e incertezas às quais os concorrentes devem responder. A obsessão pela inovação em produtos e mercados muitas vezes compromete a maximização da eficiência.

Os Analisadores são uma combinação dos tipos Prospectores e Defensores e representam uma alternativa viável para essas outras opções estratégicas. Nesse tipo de comportamento os executivos operam em dois domínios produto-mercado, um relativamente estável e outro em transformação permanente. Monitoram de perto seus concorrentes e as respectivas estratégias e ideias, copiando prontamente as que entendem ser mais promissoras.

Os Reativos apresentam um padrão de adaptação ao ambiente que é tanto inconsistente quanto instável; este tipo carece de um conjunto de mecanismos de resposta que possam consistentemente pôr em prática quando confrontado com um ambiente em transformação. Os executivos geralmente percebem as alterações ambientais e as incertezas geradas mas não se mostram capazes de responder a elas com efetividade. A ausência de um alinhamento estratégia-estrutura/arquitetura organizacional consistente dificulta a realização de qualquer tipo de ajuste exceto aquelas determinadas por pressões oriundas do ambiente.

Em qual dessas tipologias você e a sua empresa se enquadram?

Defensores, Prospectores, Analisadores ou Reativos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s